[vc_row content_placement=”top” parallax=”content-moving” css=”.vc_custom_1465821638246{background-color: #cde8ed !important;}”][vc_column css=”.vc_custom_1465814184552{background-image: url(https://escolajardimdomonte.org/wp-content/uploads/2016/06/IMG_2718-2.jpg?id=1578) !important;}”][swmsc_icon_title title_text=”O nosso ritmo” text_icon_size=”38px” title_text_color=”#ffffff” title_icon_link=”” margin_bottom=”0px” icon_name=”- Select Icon -” text_align=”center” icon_color=”#444444″ id=”” class=”” style=””][/vc_column][vc_column][vc_column_text]O ritmo é essencial e inerente à vida na Terra e, consequentemente, à vida do Homem. Está presente no dia e na noite que lhe sucede, no previsível retorno das estações do ano, das fases da lua, das marés, no acordar e adormecer, no funcionamento de cada órgão, em cada inspiração seguida da expiração… Em todas as manifestações rítmicas, sempre encontramos um momento de concentração e um momento de expansão que se completam para gerar um todo que harmoniza o que está dentro e o que está fora, o centro e a periferia e que resulta na respiração própria de cada coisa que existe.


Educar é ensinar a respirar

Rudolf Steiner


IMG_2879Do mesmo modo o ritmo diário do Jardim do Monte é permeado por uma respiração própria, com momentos de concentração e momentos de expansão, em harmonia com o sentir da criança, de forma a gerar consonância entre o ambiente que a rodeia e o seu ato respiratório. Assim, aprenderá a interiorizar o mundo e a exteriorizar-se a si própria momento a momento do seu crescer.

Nos diferentes momentos do dia, cada atividade é criteriosamente escolhida para, através dela, a criança poder viver fluidamente a passagem da concentração para a expansão, para que o dia a acolha como um ato respiratório global. Dizem-se poemas, cantam-se canções, fazem-se jogos de dedos e jogos rítmicos, ouvem-se contos, espalha-se cor no papel, molda-se cera, amassa-se pão. Quieta ou em movimento, consigo própria ou com os outros, a criança aprende a estar na grande respiração da Vida, repetindo dia após dia, levada pela mão da educadora.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row content_placement=”top” parallax=”content-moving” css=”.vc_custom_1465381684601{background-color: #d0e8ef !important;background-position: 0 0;background-repeat:epeat;}”][vc_column width=”1/6″][/vc_column][vc_column width=”2/3″][gap size=”10px” id=”” class=”” style=””][vc_column_text]

[swmsc_toggle_accordion_container status=”closed” ] [swmsc_toggle_accordion title=”Ritmo Diário” title_bg=”#ffffff” title_color=”#0c76a9″ icon_name=””] [p]

08h00 ~ acolhimento das crianças na sala, brincadeira livre;
10h00 ~ partilha da fruta;
10h15 ~ canções, jogos de movimento e danças de roda;
10h30 ~ atividade semanal;
11h00 ~ recreio;
11h45 ~ jogos rítmicos de dedos, momento do cuidar do corpo;
12h00 ~ almoço;
13h00 ~ momento do conto;
13h30 ~ sesta;
15h30 ~ lanche;
16h00 ~ brincadeira livre, recreio;
18h00 ~ saída.


Intencionalidade Educativa do Ritmo Diário

Canções, Jogos de Movimento, Danças de Roda e Jogos Rítmicos de Dedos ~ são atividades imbuídas de movimentos que as crianças aprendem através da imitação. A imitação é fundamental para o desenvolvimento da inteligência. Ao imitar a criança move-se e emociona-se, o que ativa ambos os hemisférios cerebrais, contribuindo para a progressiva complexidade da massa cinzenta, base física do pensamento. A Pedagogia Waldorf pretende formar um pensamento vivo na criança através do hábil manejo dos seus dedos. Nesse sentido, o educador realiza com as crianças jogos rítmicos de dedos ao mesmo tempo que recitam pequenas cantilenas.

Momento de Cuidar do Corpo (Gota do Céu) ~ É um momento de recolhimento em que a criança dá atenção ao seu corpo e cuida de si mesma, ativando os sentidos do tato e do olfato.

Momento do Conto ~ Os contos de fadas podem ser entendidos como descrições, sob a forma de imagens, de profundas verdades, que fazem parte da herança cultural da humanidade e que ajudam as crianças a fazer a sua apropriação e a superar conflitos internos com que se deparam ao longo do seu crescimento. As imagens recebidas, imbuídas da qualidade única que lhe confere a pessoa que conta, são recriadas interiormente pela criança, tornando-se na sua herança pessoal, muito mais efetiva para melhor compreender a vida humana do que juízos que apelem à racionalidade.

[/p] [/swmsc_toggle_accordion] [/swmsc_toggle_accordion_container]

[/vc_column_text][vc_column_text]

[swmsc_toggle_accordion_container status=”closed” ] [swmsc_toggle_accordion title=”Ritmo Semanal” title_bg=”#ffffff” title_color=”#0c76a9″ icon_name=””] [p] O ritmo semanal é mais um ciclo que confere segurança e bem-estar às crianças, transmite-lhes noções de tempo, dos dias da semana e das suas qualidades próprias. Por isso, em cada dia é contemplada uma atividade particular.

Todas as atividades são tarefas de vida e devem ser moduladas e desenvolvidas de tal forma que a criança se sinta impelida a reproduzi-las. Devem inspirar o cuidar e ter atenção ao que é nosso e todas devem ter um cunho artístico, fundamento do desenvolvimento da criatividade e da capacidade imaginativa próprias da criança, geradoras de futuras «ferramentas» para encontrar soluções inovadoras nos diferentes momentos da vida.


Intencionalidade Educativa do Ritmo Semanal

Descoberta da Natureza ~ Ao contactar física e diretamente com a natureza, vivenciar os seus processos e brincar imersa nos seus encantos, a criança cria uma ligação íntima com a verdade e propósito da natureza e desenvolve um sentimento de admiração e afinidade com a terra. Consequentemente passa a olhá-la como uma dádiva preciosa que tem o privilégio e o dever de proteger e engrandecer, desenvolvendo um amor e respeito que lhe permitirá ao longo da vida ser sua defensora. Esta é a única e genuína base da consciência ecológica.

Pintura/ Desenho ~  na pintura a criança mergulha na cor através do elemento água, vivendo com intensidade o surgimento das suas qualidades; no desenho experiencia o traço com que expressa o progressivo conhecimento do corpo no seio do espaço. Contemplando, disfrutando, a criança une a sua alma à alma do universo participando no ato de criar.

Fazer Pão ~ fazer pão é uma herança cultural. As mãos mergulham na matéria e transformam-na em alimento. Depois cada criança dá forma à massa do pão imprimindo-lhe a sua própria vitalidade.

Euritmia ~  a arte da euritmia torna visível a palavra falada e a música através de movimentos. Na euritmia pedagógica usam-se histórias rítmicas e motivos musicais. Quando a criança faz movimentos com o corpo que têm sentido, que criam imagens ou expressam sentimentos, a vontade é fortalecida. Por outro lado, também se ameniza o excesso de impressões do mundo à sua volta e todos os movimentos mecanizados. Para a criança pequena é importante fazer movimentos com as mãos e os pés com experiências de grande-pequeno, rápido-lento, claro-escuro, pois tais movimentos consolidam-na e libertam-na.

[/p] [/swmsc_toggle_accordion] [/swmsc_toggle_accordion_container]

[/vc_column_text][gap size=”10px” id=”” class=”” style=””][gap size=”10px” id=”” class=”” style=””][vc_column_text][swmsc_toggle_accordion_container status=”closed” ] [swmsc_toggle_accordion title=”Ritmo Anual” title_bg=”#ffffff” title_color=”#0c76a9″ icon_name=””] [p] O ritmo anual é o pano de fundo de todo o trabalho do Jardim de Infância, vivido em consonância com a natureza e de acordo com as estações do ano.

Como tudo na natureza, as crianças desenvolvem-se a um ritmo próprio. Assim, o facto de vivenciarem que tudo tem um ciclo e se repete dá-lhes um sentimento de segurança e bem-estar, ao mesmo tempo que lhes oferece um fator integrador do seu próprio crescimento, especialmente nos dias de hoje, em que a ligação com a natureza e a passagem das estações do ano deveriam ser uma constante nas suas vidas e por isso são tão importantes.

Na Pedagogia Waldorf não só se pretende intensificar essa ligação, como reacordar o seu sentido na vida humana, levando as crianças de uma forma natural e espontânea a festejar as qualidades próprias de cada época do ano, impregnando-as na memória do seu corpo. Os ritmos do ano – vivenciados através das festas – ajudam cada criança a encontrar o seu ritmo interior no seio do ritmo da natureza.

[/p] [/swmsc_toggle_accordion] [/swmsc_toggle_accordion_container][/vc_column_text][gap size=”80px” id=”” class=”” style=””][/vc_column][vc_column width=”1/6″][/vc_column][/vc_row]